buscar
Alta Floresta - MT, 25 de fevereiro de 2021. 22:46
PortuguêsInglêsEspanholItaliano

Notícia Exata

SAÚDE

TCE recomenda que Governo e prefeituras de MT assegurem publicidade e transparência quanto a vacinação da COVID-19

10/02/2021 - 08:02 - Fonte: Assessoria - Foto: Divulgação

TCE recomenda que Governo e prefeituras de MT assegurem publicidade e transparência quanto a vacinação da COVID-19

O Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) e o Ministério Público de Contas (MPC) recomendaram que o governo e as prefeituras dos 141 municípios do Estado cumpram e assegurem publicidade e transparência à execução dos Planos de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, com publicação de todas as informações nos respectivos Portais da Transparência. A Recomendação Conjunta 01/2021 foi publicada no Diário Oficial de Contas (DOC) de segunda-feira (8).

Os órgãos recomendaram ainda que os Executivos estadual e municipais divulguem, no prazo de 48 horas e com atualização diária, informações oficiais e precisas do quantitativo de vacinas recebidas do Governo Federal e enviadas aos municípios, no caso do Estado, e o quantitativo de vacinas recebidas do Governo do Estado, no caso dos municípios.

No documento, o TCE-MT e o MPC também recomendaram que governo e prefeituras divulguem todas as vacinações realizadas, disponibilizando listas contendo, no mínimo, a identificação do beneficiário pelo nome, dados que comprovem tratar-se do grupo prioritário, data e local da vacinação (1ª e 2ª doses), especificando a unidade de vacina e nome do profissional de saúde responsável pela aplicação.

A Recomendação leva em consideração, dentre outros fatores, que o 1º Informe Técnico do Ministério da Saúde sobre a Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19 determina o registro da dose aplicada da vacina de forma nominal e individualizada, pelo número do CPF ou do Cartão Nacional de Saúde (CNS), a fim de possibilitar o acompanhamento das pessoas vacinadas, evitar duplicidade de vacinação, e identificar/monitorar a investigação de possíveis Eventos Adversos Pós Vacinação (EAPV).

O documento considera ainda as reiteradas notícias publicadas na imprensa nacional e local expondo o descumprimento dos planos de vacinação contra a Covid-19 e denunciando situações de pessoas que estariam sendo vacinadas mesmo não pertencendo ao grupo prioritário, hipóteses dos chamados “fura-fila”, e que o Tribunal de Contas, enquanto órgão de controle externo, detém a atribuição de zelar pelo patrimônio público e fiscalizar a aplicação dos recursos nos interesses da população.

O descumprimento da Recomendação, assinada pelo presidente do TCE-MT, conselheiro Guilherme Antonio Maluf, e pelo procurador-geral de Contas, Alisson Carvalho de Alencar, poderá configurar irregularidade passível de prejudicar a análise das respectivas contas anuais por parte do Tribunal de Contas, além de ato de improbidade administrativa.

Olá, deixe seu comentário.

Você precisa estar logado para enviar comentários.
CLIQUE AQUI PARA LOGAR

SOBRE NÓS
Expediente |  Fale Conosco |  Quem Somos


NOTÍCIA EXATA
Telefone: (66) 9 8436-0806
E-mail: contato@noticiaexata.com.br
Endereço: Rua A-4, nº 412, Setor A, Centro, CEP: 78580-000, Alta Floresta - Mato Grosso

Clay José Frantz ME - CNPJ: 13.321.695/0001-55
Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.