buscar
Alta Floresta - MT, 08 de December de 2019. 09:31
PortuguêsInglêsEspanholItaliano

Notícia Exata

Menu

EDUCAÇÃO

Projeto ´Prevenção Começa na Escola´ fechará 2019 com apresentações em 18 municípios

13/11/2019 - 05:01 - Fonte: Clênia Goreth/Assessoria MP - Foto: Divulgação

Projeto ´Prevenção Começa na Escola´ fechará 2019 com apresentações em 18 municípios

Prestes a concluir as atividades deste ano, o projeto Prevenção Começa na Escola realizou na segunda (11) e terça-feira (12), nos municípios de Feliz Natal e Vera, apresentações da peça “Inocentes Pétalas Roubadas”.

Mais de 1.000 crianças assistiram ao espetáculo nas duas cidades. A peça segue, no dia 28 de novembro, para o último espetáculo do ano, no município de Brasnorte.

De acordo com coordenador do projeto, procurador de Justiça Paulo Roberto Jorge do Prado, somente em 2019, 18 municípios serão contemplados com a iniciativa.

A proposta é sensibilizar alunos e professores sobre como se prevenir contra práticas nocivas ao público infantojuvenil, como violência, abuso sexual, bullying, racismo e destruição do patrimônio escolar.

De março a novembro, o projeto já esteve em Cáceres, Alta Floresta, Sinop, Sorriso, Querência, Água Boa, Barra do Garças, Tangará da Serra, Diamantino, Juína, Primavera do Leste, Rondonópolis, São José dos Quatro Marcos, Alto Taquari e Itiquira. Em 2018, a iniciativa percorreu escolas de Cuiabá e Várzea Grande.

“A peça Inocentes Pétalas Roubadas propõe uma reflexão na comunidade escolar e estimula o debate, de modo a reduzir a ocorrência dessas práticas e orientar sobre o que fazer e onde buscar ajuda. O projeto está tendo muita aceitação na rede de ensino, pois, por meio de uma linguagem lúdica cultural, consegue transmitir de maneira simples, direta e objetiva uma mensagem orientativa e preventiva”, explicou o procurador de Justiça.

Em alguns municípios, conforme o procurador, o projeto provocou reações imediatas e casos de bullying e abuso sexual vieram à tona logo após a apresentação da peça teatral. “Temos presenciado situações que exigiram intervenções imediatas. Daí a necessidade de diretores e professores, principalmente, estarem preparados para lidar com questões delicadas e complexas, como são os casos de abuso sexual”, afirmou.

 

Olá, deixe seu comentário.

Você precisa estar logado para enviar comentários.
CLIQUE AQUI PARA LOGAR

SOBRE NÓS
Expediente |  Fale Conosco |  Quem Somos


NOTÍCIA EXATA
Telefone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
E-mail: contato@noticiaexata.com.br
Endereço: Rua A-4, nº 412, Setor A, Centro, CEP: 78580-000, Alta Floresta - Mato Grosso

Clay José Frantz ME - CNPJ: 13.321.695/0001-55
Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.