buscar
Alta Floresta - MT, 21 de outubro de 2020. 00:36
PortuguêsInglêsEspanholItaliano

Notícia Exata

AGRONEGÓCIOS

Pelo 10º ano seguido, MT deve registrar mais um recorde de produção

13/10/2020 - 07:06 - Fonte: Marianna Peres/Diário de Cuiabá - Foto: Reprodução

Pelo 10º ano seguido, MT deve registrar mais um recorde de produção

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou, ontem segunda-feira (12), a primeira estimativa de produção da safra 2020/21 e, mais uma vez, pelo 10º ano seguido, Mato Grosso deve liderar a produção nacional.

A soja é a cultura com melhor desempenho previsto, podendo marcar mais um recorde sobre recorde.

Conforme a Conab, o ganho anual da produção mato-grossense de grãos e algodão deverá somar variação positiva de 0,7%, passando de 74,89 milhões de toneladas para 75,43 milhões toneladas. 

O crescimento pode ser ainda maior, caso haja expansão nos resultados da produtividade.

Por enquanto, o crescimento na oferta é de 0,7% e o de área plantada de 1,7%. A cobertura deverá atingir 17,49 milhões de hectares (ha).

A produção estadual de soja, milho e algodão, seguirá a maior do País.

Entre as culturas de maior peso na agricultura mato-grossense, apenas a soja apresenta neste primeiro levantamento projeção de crescimento, podendo deixar o resultado anterior, de 35,88 milhões t para atingir 36,83 milhões t.

Se o volume se confirmar, será o novo recorde da sojicultura estadual.

O milho de segunda safra aponta queda anual de 0,8%, saindo de 34,60 milhões t para 34,32 milhões t. No algodão, a oferta de pluma poderá encolher em 2,8%, passando a 2,04 milhões t.

Como destacam os analistas da Conab, a região Centro-Oeste é a que desponta como a maior produtora nacional. Em Mato Grosso, o plantio da soja está autorizado desde 16 de setembro.

No entanto, ainda não houve a intensificação dos trabalhos de semeadura, pendentes de maior incidência pluviométrica em âmbito estadual, tanto em intensidade quanto em regularidade.

”O receio com relação ao plantio neste momento está associado ao fato que as chuvas ainda não firmaram, o que pode levar a eventual replantio. Fatores como os preços elevados da soja e a tentativa de otimizar duas safras consecutivas, a exemplo de soja e depois algodão, têm levado o produtor a assumir riscos. O desencadeamento dos trabalhos neste momento depende, como foi dito, do estabelecimento de regime de chuvas mais abundante e generalizado sobre o Estado”, diz a Conab.

Ainda segundo dos dados da companhia, Mato Grosso deve aumentar 2,8%, atingindo 10.284,2 mil hectares, como continuidade do processo de expansão no Estado, com destaque para as partes Norte, Nordeste e Noroeste.

O fenômeno é menor em municípios consolidados, com pouca margem para expansão. Na maior parte dos casos, a incorporação ocorre sobre áreas de pastagens degradadas devido ao uso de variedades de soja que permitem sua utilização em tais solos, sem a necessidade prévia de semear o arroz.

Olá, deixe seu comentário.

Você precisa estar logado para enviar comentários.
CLIQUE AQUI PARA LOGAR

SOBRE NÓS
Expediente |  Fale Conosco |  Quem Somos


NOTÍCIA EXATA
Telefone: (66) 9 8436-0806
E-mail: contato@noticiaexata.com.br
Endereço: Rua A-4, nº 412, Setor A, Centro, CEP: 78580-000, Alta Floresta - Mato Grosso

Clay José Frantz ME - CNPJ: 13.321.695/0001-55
Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.