buscar
Alta Floresta - MT, 21 de setembro de 2019. 22:45
PortuguêsInglêsEspanholItaliano

Notícia Exata

Menu

POLÍTICA

Entidades, estudiosos e empresários criticam projeto do Cota Zero durante audiência pública

02/09/2019 - 14:36 - Fonte: RAFAEL COSTA ROCHA/Assessoria - Foto:

Entidades, estudiosos e empresários criticam projeto do Cota Zero durante audiência pública

Pescadores, empresários e professores universitários manifestaram sua contrariedade ao projeto de lei, de autoria do governo do estado, denominado “Cota Zero” que proíbe a comercialização e o transporte de pesca amadora em Mato Grosso pelo período de cinco anos a partir de 2020.

Em audiência pública realizada na sexta-feira (30), no município de Barra do Bugres, aproximadamente 400 pessoas participaram do debate convocado pelo deputado estadual Wilson Santos (PSDB), para tratar da íntegra do PL 668/2019.

Comerciante há 20 anos no município de Santo Antônio de Leverger no ramo de peixes, o empresário Jair Gerônimo considerou que o projeto do Cota Zero é uma ameaça à sobrevivência de pequenos comerciantes do interior de Mato Grosso que exploram basicamente a atividade da pesca.

“O Cota Zero ameaça a vida financeira dos pescadores. Se esse projeto for aprovado coloca todos em uma situação difícil. Infelizmente, é um governo que só olha o lado dos ricos de Mato Grosso e não tem olhos para as pessoas mais pobres”.

“Até 70% do comércio de Santo Antônio de Leverger estará fechado por conta dessa lei. É um absurdo a lei estipular que 125 kg de peixe poderão ser tirados do rio por semana e imediatamente ingeridos pelo pescador”, concluiu.

O professor da Universidade Federal de Mato Grosso e doutor em Ecologia, Jerry Magno Ferreira Penha, criticou a tese defendida pelo governo do estado de que a pesca amadora representa uma ameaça aos rios e compromete a existência da diversidade de peixes em Mato Grosso.

“Não existem dados técnicos de que a pesca está eliminando os peixes. Mas sobram dados e evidências de que a inexistência de uma política de saneamento básico sacrifica gerações e compromete a atividade pesqueira e a saúde da população. O melhor dado científico diz que o estoque de peixe ainda permite a exploração da pesca”, disse.

Outro estudioso que condena a proposta do governo do estado como professor e ictiólogo é Francisco de Arruda Machado, conhecido popularmente como Chico Peixe. “O ser humano é um péssimo gestor da natureza. O Cota Zero é um projeto descabido que não atende os critérios técnicos e mantém obscuros interesses comerciais”.

A audiência pública durou três horas e contou com a participação de vereadores e populares dos municípios de Nova Olímpia, Barra do Bugres, Denise, movimento comunitário, comunidades ribeirinhas e representantes da Colônia Z-10.

Olá, deixe seu comentário.

Você precisa estar logado para enviar comentários.
CLIQUE AQUI PARA LOGAR

SOBRE NÓS
Expediente |  Fale Conosco |  Quem Somos


NOTÍCIA EXATA
Telefone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
E-mail: contato@noticiaexata.com.br
Endereço: Rua A-4, nº 412, Setor A, Centro, CEP: 78580-000, Alta Floresta - Mato Grosso

Clay José Frantz ME - CNPJ: 13.321.695/0001-55
Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.