buscar
Alta Floresta - MT, 02 de julho de 2020. 06:15
PortuguêsInglêsEspanholItaliano

Notícia Exata

GERAL

Alta Floresta: população realiza carreata em manifesto contra soltura de detentos na cadeia pública

06/06/2020 - 10:39 - Fonte: Redação Notícia Exata - Foto: Reprodução

Alta Floresta: população realiza carreata em manifesto contra soltura de detentos na cadeia pública

Foi realizada na manhã deste sábado (06) uma carreata que percorreu as principais ruas e avenidas de Alta Floresta.

De forma voluntária os moradores se reuniram para expressar o seu descontentamento quanto a soltura nos últimos dias de detentos da cadeia pública, sendo eles de grupo de risco ou que tenham testado positivo para COVID-19.

A concentração ocorreu no aeroporto municipal.

Pelas redes sociais os moradores se posicionavam sobre a situação, temendo que a soltura de detentos possa resultar em insegurança pública, uma vez que não há garantias de que os detentos positivos vão realmente cumprir o isolamento social,  podendo assim ampliar o número de casos de COVID-19 e também quanto em um possível risco no aumento na criminalidade.

Soltura suspensa

Ainda ontem, sexta-feira (05), uma reunião na capital do estado envolvendo OAB∕MT, Desembargadores e Defensoria Pública resultou na suspensão da decisão que concedeu Habeas Corpus aos detentos enquadrados no pedido.

Após a reunião na capital do estado, a Defensoria Pública do Estado de Mato Grosso, apresentou petição ratificando a manifestação anterior, tendo em vista o expressivo número de pessoas contaminadas na Cadeia Pública de Alta Floresta e que a prisão domiciliar não é eficiente para solucionar o problema sanitário.

Na petição a Defensoria Estadual pede que sejam avaliadas outras soluções possíveis, tais quais a rápida e imediata preparação de um outro local para a colocação, no prazo de 24 horas, dos reeducandos contaminados, devendo o Estado de Mato Grosso fornecer equipe médica e de enfermagem especializada, dotada de equipamentos necessários (EPIs e demais equipamentos necessários ao tratamento efetivo dos reeducandos), bem como policiais penais para realizar a segurança do local, também dotados de EPIs (podendo valer-se de uso de tornozeleira eletrônica).

O pedido ainda pontua que em qualquer caso, devem ser repetidos os testes a cada 15 dias, em especial naqueles reeducandos e policiais penais que testaram negativo para o novo Coronavirus.

Olá, deixe seu comentário.

Você precisa estar logado para enviar comentários.
CLIQUE AQUI PARA LOGAR

SOBRE NÓS
Expediente |  Fale Conosco |  Quem Somos


NOTÍCIA EXATA
Telefone: (66) 9 8436-0806
E-mail: contato@noticiaexata.com.br
Endereço: Rua A-4, nº 412, Setor A, Centro, CEP: 78580-000, Alta Floresta - Mato Grosso

Clay José Frantz ME - CNPJ: 13.321.695/0001-55
Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.