buscar
Alta Floresta - MT, 01 de outubro de 2020. 12:47
PortuguêsInglêsEspanholItaliano

Notícia Exata

POLÍCIA

Alta Floresta: instaurado inquérito para apurar lesão corporal seguida de morte de taxista, sindicato pede cassação de pontos do agressor

09/09/2020 - 14:18 - Fonte: Redação Notícia Exata - Foto: Arquivo Notícia Exata

Alta Floresta: instaurado inquérito para apurar lesão corporal seguida de morte de taxista, sindicato pede cassação de pontos do agressor

O delegado Pablo Carneiro, da Delegacia Municipal de Alta Floresta, instaurou um inquérito que deverá apurar a lesão corporal seguida de morte que teve como vítima o taxista Jocely Gaspar Cordeiro.

De acordo com o delegado a polícia aguarda o encaminhamento do resultado da necropsia para então ouvir mais algumas testemunhas sobre o episódio.

“Pelé” como era conhecido no meio profissional, acabou falecendo na sexta-feira (04), na capital do estado, onde estava internado devido ao agravamento do seu estado de saúde. Jocely foi agredido por um outro profissional do setor taxista no terminal rodoviário no mês de agosto, a agressão foi motivada por um desentendimento por causa de um passageiro.

Em contato com o presidente do Sindicato dos Taxistas, Ademir Cordeiro, ele relatou que medidas estão sendo adotas juridicamente e pede o apoio da comunidade para que o agressor seja punido pela morte de Jocely.

Ontem, terça-feira (08), o presidente do sindicato esteve reunido com vereadores na câmara municipal pedindo para que seja formulado um documento que será encaminhado ao poder executivo, o ofício que deve ser assinado pelos 13 vereadores irá solicitar a cassação do alvará de funcionamento dos pontos em que o agressor trabalha e bani-lo do serviço de taxi permanentemente em Alta Floresta.

O advogado do sindicato dos taxistas também já encaminhou documento a prefeitura solicitando a suspensão dos alvarás, uma vez que a conforme Ademir Cordeiro, há direitos e deveres a serem cumpridos pelos profissionais e o agressor transpôs os limites de todos os direitos que ele tinha.

“Ele já tem outras reclamações, envolvendo inclusive spray de pimenta, outras agressões e estamos pedindo via jurídico e também pela câmara que medidas sejam adotadas”, pontuou Ademir.

Olá, deixe seu comentário.

Você precisa estar logado para enviar comentários.
CLIQUE AQUI PARA LOGAR

SOBRE NÓS
Expediente |  Fale Conosco |  Quem Somos


NOTÍCIA EXATA
Telefone: (66) 9 8436-0806
E-mail: contato@noticiaexata.com.br
Endereço: Rua A-4, nº 412, Setor A, Centro, CEP: 78580-000, Alta Floresta - Mato Grosso

Clay José Frantz ME - CNPJ: 13.321.695/0001-55
Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.