Alta Floresta (MT), 23 de outubro de 2018 - 19:51

Saúde

17/04/2018 11:08 G1MT

Dois pacientes morrem com suspeita de leptospirose em MT

Duas mortes por suspeita de leptospirose, em Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, estão sendo sendo investigadas pela Vigilância Epidemiológica, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES). As mortes ocorreram nos dias 29 de março e 7 deste mês.

A doença infecciosa é causada por uma bactéria (Leptospira spp) que penetra na pele a partir do contato com água contaminada, principalmente, pela urina dos ratos.

Conforme o órgão, no sábado (14) equipes da Vigilância Epidemiológica e da Vigilância Ambiental, junto com técnicos do Escritório Regional de Saúde de Juína, a 737 km da capital, seguiram para Colniza para uma investigação conjunta com a Vigilância em Saúde de Colniza.

Os profissionais devem ficar no município por 15 dias até a conclusão dos trabalhos. Eles devem analisar os prontuários médicos e ouvir parentes e amigos dos dois pacientes que morreram e de outras pessoas que tiveram quadro de saúde semelhantes e que foram atendidos pela rede municipal de saúde.

A SES informou que a confirmação do diagnóstico para leptospirose só será possível depois que forem finalizadas as investigações e os resultados laboratoriais específicos estejam disponíveis.

Abaixo, seguem algumas informações sobre a leptospirose, de acordo com o Ministério da Saúde:

O que saber e o que fazer:

 Como se pega a leptospirose?

Em situações de enchentes e inundações, a urina dos ratos, presente em esgotos e bueiros, mistura-se à enxurrada e à lama das enchentes. Qualquer pessoa que tiver contato com a água ou lama contaminadas poderá se infectar. A Leptospira penetra no corpo pela pele, principalmente se houver algum ferimento ou arranhão. 

  • Quais os sintomas?

Os sintomas mais freqüentes são parecidos com os de outras doenças, como a gripe. Os principais são: febre, dor de cabeça, dores pelo corpo, principalmente nas panturrilhas (batata-da-perna), podendo também ocorrer icterícia (coloração amarelada da pele e das mucosas). 

  • Quanto tempo demora para a doença aparecer?

Os primeiros sintomas podem aparecer de um a 30 dias depois do contato com a enchente. Na maior parte dos casos, aparece 7 a 14 dias após o contato.

 

  • Como é feito o tratamento da leptospirose?

O tratamento é baseado no uso de antibióticos, hidratação e suporte clínico, orientado sempre por um médico, de acordo com os sintomas apresentados. Os casos leves podem ser tratados em ambulatório, mas os casos graves precisam ser internados.

 

  • Como evitar a doença?

Evite o contato com água ou lama de enchentes e impeça que crianças nadem ou brinquem em ambientes que possam estar contaminados pela urina dos ratos. Pessoas que trabalham na limpeza de lamas, entulhos e desentupimento de esgoto devem usar botas e luvas de borracha (se isto for possível, usar sacos plásticos duplos amarrados nas mãos e nos pés).


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Cotação
Dólar
Euro
31/12 20:00

Notícia Exata © 2010 - 2018 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo