Alta Floresta (MT), 19 de outubro de 2017 - 22:33

Saúde

11/01/2017 14:12 Yeda Magossi - Gazeta Digital

85 mortes por gripe foram registradas em Mato Grosso

Em 2016 Mato Grosso registrou 496 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), que é considerada o tipo mais graves de gripe. 85 pessoas morreram vítimas da doença. Já quando se fala em H1N1 o levantamento aponta 68 casos e 17 óbitos no ano passado. Os dados são do levantamento epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado no dia 4 de janeiro.

De acordo com a médica infectologista, Zamara Brandão Ribeiro, os casos de gripe são mais frequentes no período seco, mas apesar de estarmos na época de chuvas, sempre é importante ficar atento para não contrair a doença em qualquer momento do ano.

A médica disse que as pessoas precisam diferenciar o resfriado de gripe. Ela explica que o resfriado é mais ameno, o paciente fica com o nariz entupido, coriza, tosse e espirros e não apresenta febre.

Já a gripe é causada pelo vírus influenza e os sintomas são mais intensos, as pessoas normalmente ficam debilitado, com dores de cabeça, garganta nos músculos e nas articulações e pode ter febre de 38°C.
Como tratamento nos dois casos é indicado o uso de medicamento como analgésico e descongestionante nasal para aliviar os sintomas. Não é recomendado antibiótico.

Como a gripe deixa o paciente mais fraco, o ideal é fazer repouso, tomar bastante líquido e melhorar a imunidade para evitar infecções bacterianas como pneumonia, sinusite e rinite.

Idosos, crianças menores de dois anos, gestantes, pessoas imunossuprimidas (diabéticos, com doenças no pulmão e no coração, HIV) e mulheres que tiveram bebê recentemente são os mais propensos a desenvolver gripe.

Para evitar a contaminação do vírus influenza, é importante estar com o cartão de vacinação em dia, evitar lugares fechados e que estejam com muita gente, lavar sempre as mãos com água e sabão, usar lenço de papel e não de pano.

A infectologista orienta que o quadro viral durante de 7 a 10 dias e o período mais crítico acontece no terceiro e quarto dias. Caso permaneça os fortes sintomas procurar uma unidade de saúde mais próxima.

Cuiabá

Segundo a assessoria de imprensa da Secretaria de Saúde da Capital no ano passado foram notificados 22 casos de influenza, deste total 7 confirmados com H1N1. Sobre os anos anteriores 2015 e 2014, a assessoria disse não ter as informações.

Vacinação
A campanha de vacinação contra a gripe na rede pública normalmente é realizada no mês de maio de cada ano. Já na rede particular a imunização pode ser feita ao custo de 60 reais por dose, em Cuiabá.

No ano passado, em Mato Grosso, 416,1 mil pessoas foram imunizadas, representando 66,7% do grupo prioritário. A meta do Ministério da Saúde era vacinar, no mínimo, 80% desse público.

Dentre os grupos prioritários para a vacinação no estado estavam os trabalhadores de saúde com 47,4 mil doses aplicadas, o que representa 85,4% dos profissionais vacinados.

Entre as mulheres que tiveram bebês recentemente, 5,3 mil já foram vacinadas (76,4%); 180,4 mil idosos (73,7%); crianças de seis meses e menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), com 153,7 mil vacinados (65,9%), e 22,3 mil gestantes (52,8%).

Foram disponibilizadas 750 mil doses da vacina para imunizar 698 mil pessoas no estado.


Novo whats 190Doe313ok

Notícia Exata

Endereço: Rua A-4, nº 412 - Setor A - Centro
Alta Floresta - Mato Grosso
Fone: (66) 9 9912-8992 ou (66) 9 8436-0806
Cep.: 78580-000
contato@noticiaexata.com.br

Redes Sociais

Cotação
Dólar 3,1744
Euro 3,7604
19/10 11:00

Notícia Exata © 2010 - Todos os direitos reservados - É proibida a reprodução de matérias sem ser citada a fonte.

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo